Vamos falar mais sobre Ética




Por Lucas Tomas
O principio da lei de Gerson diz que todos tendem a tirar vantagem das situações cotidianas para beneficio próprio, essa atitude é altamente praticada pela população, conflitando com a doutrina ética que deve(ria) reger a todos.

Pensando em ética, observamos que as circunstâncias mais prosaicas da vida revelam que as praticas honradas são fundamentais para a sobrevivência e desenvolvimento humano. Em nosso cotidiano várias situações sevem de exemplo para confirmar essa máxima, como a carga tributária nacional, onde pagamos por Ferrari e recebemos VW Fusca.

As empresas, economia e sociedade necessitam de condutas éticas, não apenas obrigados, mas sim com entusiasmo. Precisamos apenas dar o primeiro passo pois ninguém muda sua realidade esperando atitudes alheiras.

O mundo é tão belo e as oportunidades são tantas, com união todos são capazes de fazer coisas incríveis. Levar vantagem sobre alguém menos favorecido não é sinônimo de vitória. Atribuir mais ou menos valor sobre determinadas situações também não é correto, o que importa é sermos Justos! Essa simples palavra deveria mover o mundo.

Não tenho a intenção de determinar um novo padrão para as atitudes da sociedade, mas apresentar um apelo para tornar o convívio humano em algo harmonioso.

Como explica Paul Krugman na Macroeconomia “O conjunto é maior que a soma das partes”, essa teoria também é valida no convívio social, onde uma pessoa apenas não pode transformar seu meio, porém uma multidão pode gritar e o mais importante... Ser ouvida!

O que fazemos não define o que som, mas sim como fazemos. Nos dias de hoje vemos nossos representantes e autoridades agindo de forma indisciplinada, sem princípios e demonstrando fraqueza moral. O resultado desses fatores combinados segundo Sun Tzu é o caos e desorganização absoluta.

Ao analisarmos as atitudes das pessoas, notamos um comportamento recíproco em relação ao próximo. É exatamente essa corrente que deve ser quebrada caso seja negativa, guardar e seguir apenas o que for benevolente é fundamental. Dessa forma passamos a disseminar atitudes boas ao invés de sermos espelhos das mesmas atitudes que recriminamos, ou seja, a ética é questão de caráter não de opção social.